Reportagem sobre galeria de arte virtual- Estadão
10-dezembro-2013

Saiu hoje no Caderno 2 do Estado de São Paulo uma reportagem super interessante sobre galeria de arte virtual:

“Portal vende obras pela internet e forma o novo comprador

Se as casas de leilão internacionais apostam nas vendas virtuais, comercializando obras de arte de alto valor pela internet, por que não fazer o contrário e trocar o colecionador típico pelo neófito interessado em arte? …

O mercado de leilões na internet movimentou US$870 milhões em 2012. As vendas virtuais cresceram tanto que um alto executivo da Christie’s prevê uma revolução na forma de expor e vender arte daqui para a frente. E a casa de leilões, presente em 32 países, já realizou 40 leilões pela web nos últimos dois anos, vendendo desde obras emergentes, por US$ 1 mil, a contemporâneos que custam US$ 1 milhão.

Uma pesquisa feita este ano pela Hiscox, do Reino Unido, em parceria com a ArtTatic, revelou ser irreversível a tendência internacional de comprar objetos de arte online- 71% dos colecionadores entrevistados responderam que já compraram arte pela web com base numa única imagem. Outro tanto de galerias estrangeiras (72%) já vendeu obras online para novos colecionadores…

…qualquer pessoa pode ter acesso em qualquer lugar do mundo à arte contemporânea via internet, mas é preciso ser didático para atrais o comprador sem experiência ou informação.

…como os Leilões da Christie’s, que vendeu uma tela do norte americano Edward Hopper por quase US$ qo milhões a um colecionador (que só viu a pintura pelo computador).”

Muito interessante ver como essa forma de comercializar arte está crescendo e é um caminho sem volta! Ou seja, a Galeria Origami está fazendo parte do começo dessa nova fase da arte!!! =)

Postado por: origami | Comentários: 0
UMA HISTÓRIA DO MODERNISMO NA PINACOTECA DE SÃO PAULO
04-dezembro-2013

A exposição que está acontecendo na Estação Pinacoteca e que vai até 27 de dezembro de 2015, seleciona algumas obras do acervo para ressaltar narrativas do modernismo no Brasil. As obras expostas são de Tarsila do Amaral, Di Cavalcante, Lasar Segall, Rego Monteiro, Portinari, Volpi entre outros.

As questões da arte moderna no Brasil foram um pouco diferentes das dos outros países nesse mesmo período. Aqui estava muito presente a temática nacionalista e os artistas estavam em busca de elementos que caracterizassem o país. Talvez por esse motivo, que a renovação formal, muito explorada na Europa, aconteceu aqui de forma mais delicada.

Como se sabe, para que fosse possível essa nova narrativa nacional, as paletas de cores utilizadas pelos artistas ficaram, em geral, mais vivas. A figura do índio, que antes era associada ao retrato do típico brasileiro, foi substituída pela figura do negro e das mestiças. Novamente a figura feminina aparece como símbolo de uma nação. Tarsila do Amaral, por exemplo, também utilizou elementos como a folha de bananeira e o mandacaru para simbolizar um Brasil fértil, fortalecendo a ideia de um país tropical.

A curadora Regina Teixeira Barros optou por um percurso não linear entre as obras, relacionando as questões modernistas as formas e aos temas.

Não deixe de ver “Antropofagia”, famosa obra da Tarsila do Amaral, “Bananal” obra na qual Lasar Segall retrata o negro Oligari, ex-escravo, em primeiro plano em meio a um bananal e “Família”, polemico quadro de Portinari que aponta o Brasil como um país seco em que a terra só fertiliza quando trabalhada pelo homem.*

antropofagia

“Antropofagia”, Tarsila do Amaral, 1929

1927_bananal lasar segall

“Bananal”, Lasar Segal

fd28570763230f0b5aa75c9273634942

Foto da exposição na Pinacoteca

*Texto de autoria de Giani Pardim

Postado por: origami | Comentários: 0
Exposição Glândula Pituitária- de Ana Luisa Araujo
05-novembro-2013

Quem estiver em Recife, até dia 08 de dezembro de 2013, estará acontecendo a explosição Glândula Pituitária, da artista Ana Luiza Araujo!

Vale a pena conferir!!

Captura de Tela 2013-11-05 às 08.06.11

Postado por: origami | Comentários: 0
Artista Marcelo Horta na Casa Cor de Salvador 2013
04-novembro-2013

foto-24

Olhem que lindo que ficou o ambiente da arquiteta Luciana Paraíso na Casa Cor de Salvador, com diversos trabalhos do Marcelo Horta, que estará em breve na Galeria Origami!!!

Abaixo, foto do artista com a arquiteta, no dia da inauguração!!!

1e6199f0c2b0651b62943ca1fbd532d4

A seguir, tem um vídeo que saiu no TUDO AV UP, sobre o ambiente da arquiteta, onde é possível ver com mais detalhes como o ambiente foi pensado!

http://youtu.be/0fdHruTmatU

Postado por: origami | Comentários: 2
Publicação sobre a Galeria Origami na Revista Top Magazine deste mês
07-outubro-2013

Confiram a reportagem super legal que saiu sobre a Galeria Origami na Revista Top Magazine! Ficou TOP!!!!

Captura de Tela 2013-10-07 às 16.51.48

Foto da reportagem sobre a Galeria Origami.

foto-22

Capa da Revista Top Magazine deste mês.

Postado por: origami | Comentários: 0
Exibição de fotografia no MOCB- Chicago, de Liene Bosque, artista da Galeria Origami

Do dia 18 de outubro ao dia 20 de dezembro de 2013, ocorrerá no MOCB (Museum of Comtemporary Photography) de Chicago, a Exibição de fotografia “Of Walking”, estando entre os artistas, Liene Bosque, da Galeria Origami.

A exposição inclui fotografias históricas sobre o tema, tiradas a partir de 1950 e aborda variadas paisagens.

Quem passar por Chicago, vale a pena conferir!!

OF WALKING
Museum of Contemporary Photography (MoCP)
Chicago

October 18 to December 20
Opening Reception: October 17

ABOUT THE EXHIBITION: Walking is one of humankind’s most basic acts. As Rebecca Solnit has written, “the passage through a landscape echoes or stimulates the passage through a series of thoughts. And so one aspect of the history of walking is the history of thinking made concrete-for the motions of the mind cannot be traced, but those of the feet can.” The exhibition Of Walking will explore the concept of thinking (while walking) made concrete via the camera’s lens and other means. The scholarship behind the exhibition will include the history of photography in terms of its most famous walkers: from Atget to the street photographers of the 1950s and 60s like Garry Winogrand, to performance artists like Vito Acconci, who used walking and navigating outdoor space as a foundation for their documented performances. It will also address movements in art history that have dealt directly with walking, including the concept of the “dérive,” (literally: “drifting”), or the unplanned tour through an urban landscape directed entirely by the feelings evoked in the individual by their surroundings in works such as those of Sohei Nishino or Simryn Gill. It will also include artists whose work draws attention to local social and political conditions through interaction and meandering through various landscapes, such as Paulien Oltheten, Odette England, and Hamish Fulton.
http://www.mocp.org/exhibitions/2013/10/of-walking.php

Campbell_fundamental-interval-commuters_067

Postado por: origami | Comentários: 0
Mostra da Artista Claudia Vianello, da Galeria Origami, em Roma

Mostra “Show Flash” em Roma, com diversos artistas, entre eles, Claudia Vianello, artista da Galeria Origami.

A abertura da mostra foi dia 01 de outubro, mas ela permanecerá do dia 05 ao dia 20 para o público. Quem estiver por lá, vale a pena conferir!!!

8eab0910ad5baac1259304f84fe1b0fa

Postado por: origami | Comentários: 0
Nova publicação- Revista Projeto setembro 2013
30-setembro-2013

Esse mês saiu mais uma propaganda da Galeria Origami, na Revista Projeto de Arquitetura.

Olhem que lindo que ficou!! Com obra exclusiva do artista Mario Santiago:

foto-21

foto-20

Postado por: origami | Comentários: 0
Galeria Origami na Revista Origami
12-agosto-2013

Anúncio da Galeria Origami na Revista Projeto de Arquitetura- agosto de 2013!!!

foto-18

Postado por: origami | Comentários: 0
O centenário de Tomie Ohtake
07-agosto-2013

O ano de 2013 marca o centenário de Tomie Ohtake, que será completado no mês de novembro. A artista japonesa, veio para o Brasil aos 23 anos e não deixou mais o país. Começou a desenvolver seus talentos artísticos, aos 40 anos, quando já tinha criado os cinco filhos. Desde então virou referência, sendo que apenas 10 meses após o início, já tinha obras expostas no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Segundo o crítico Frederico Morais em reportagem para o site oglobo, “a arte de Tomie nunca foi expansiva, excessivamente lírica. É contida, nipônica. A pintura dela é como ela mesma: de poucas palavras.” Disse tudo!!

Para comemorar essa data importante, a partir de hoje, 07 de agosto, até o dia 29 de setembro de 2013, ocorrerá no próprio Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, a segunda exposição do ano sobre a artista, chamada “Influxo da Forma”. Os curadores Agnaldo Farias e Paulo Miyada, escolheram cerca de cem materiais entre milhares de esboços, colagens desenhos croquis e maquetes de esculturas que a artista fez durante décadas e os dividiram por famílias de linguagem.

Entre as principais obras da artistas, estão diversas públicas:

Captura de Tela 2013-08-06 às 21.50.45

Escultura em Santos

Captura de Tela 2013-08-06 às 21.58.26

Escultura na Avenida 23 de maio, em São Paulo- de 1988, homenagem aos 80 anos da imigração japonesa no Brasil

Captura de Tela 2013-08-06 às 21.51.39

Escultura dentro do Auditório do Ibirapuera em São Paulo

Captura de Tela 2013-08-06 às 21.56.53

Pintura do acervo do Masp- 1966, óleo sobre tela, 135×100,5cm

Captura de Tela 2013-08-06 às 21.52.54

Pintura de 2008, sem título

Captura de Tela 2013-08-06 às 22.00.17

Pintura de 2012, Sem título, Tinta acrílica sobre tela, onde as cores propõem um jogo ótico

Postado por: origami | Comentários: 0